domingo, 4 de dezembro de 2011

O Espírito do Homem Serrano

     Deparei-me com um modo de vida um tanto quanto diferente daquele que estava acostumado a ver. Notei que se tratava de princípios quase extintos. 

   Está na alma do homem serrano o instinto de preservação. Se vê desde logo, quando se avista um tipo, em seu caminhar. E sua fala alongada não deixa dúvidas. O sossego do serrano anda no compasso da vida. 

   Nem todos têm essa índole, o buraco da camada de ozônio que o diga.  Avança-se veloz para o futuro. Explora-se o paraíso que estava pronto.

   Querer que o nativo assimile o ritmo da espécie urbana é não entender o seu espírito. É querer transformá-lo em mais um, entre tantos. 

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário